A Liberdade e a Expressão

” A publicidade não causa obesidade, alcoolismo, acidentes domésticos ou de trânsito”.

Essa é uma das frases do manifesto sobre a liberdade de expressão na publicidade, lido no encerramento do IV Congresso Brasileiro de Publicidade, que mais me chamam a atenção.

Porque a publicidade não causa nada disso, mas pode contribuir para sua manutenção. Ignorar isso, ou taxar como bobagem é uma tremenda falta de responsabilidade do profissional de comunicação.

A liberdade de expressão não pode ser senão a liberdade para todos e é essencial para uma sociedade livre, sadia, inovadora, feliz e “vibrante” como disse o prêmio nobel da Paz, Kofi Annan. Mas a responsabilidade que vem com a liberdade é grande. Não é mera brincadeira. É uma ferramenta, e o seu uso depende dos valores de quem a maneja.

A liberdade de expressão vem com os dois lados da moeda. Assim como o positivo passa a criar asas da informação e chegar a todos, o negativo também. Assim como os manifestos a favor do meio-ambiente, da educação, do desarmamento, da sustentabilidade, do esporte, do inescrupulo político vindo a tona passam a serem comunicados, o abuso sexual, as drogas, o terrorismo, os maus hábitos, e diversos outros também ganham seu espaço de incentivo. O que fará a diferença é atentar para o nosso posicionamento, como agências, veículos, profissionais. Os valores bem definidos, em prol de uma comunicação criativa, livre, do que é bom.

Quando dinheiro e poder estão envolvidos, fica difícil optar pelo que (e como) comunicar. É aí que está a questão. O que vale a pena comunicar?

Cristina Carvalho Pinto, em uma palestra que assisti a alguns anos, contou que recebeu um telefonema, de madrugada, de um presidente de uma conhecida e grande empresa de bebidas, oferecendo à ela a oportunidade de atender sua conta. Ela recusou. Agiu com bases nos valores pessoais, que também são os da sua empresa, valores decorrentes de experiência, preferências e, ao meu ver, uma visão realista e otimista do que pode ser o futuro da comunicação. O que vale a pena comunicar?

A liberdade de expressão é essencial para a comunicação (existe comunicação sem liberdade de expressão?), mas as decisões do que comunicar com liberdade cabe a nós, profissionais da área. E essa responsabilidade implica em influenciar hábitos bons ou hábitos ruins à sociedade. Isentar-se dessa responsabilidade utilizando a liberdade de expressão como desculpa é contribuir para uma comunicação menos digna e ética.

Anúncios

0 Responses to “A Liberdade e a Expressão”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: