Livre, leve e solto

Eu sempre defendo que existe um limite para miniaturizar tecnologias, para não correr o risco de comprometer sua funcionalidade em decorrência do design. Acho por exemplo que o tamanho do Iphone é a proporção geométrica ideal quanto à funcionalidade e design (eu sempre exagero um pouco em se tratando da Apple). Mas fiquei impressionado com o Modu, novo celular da Empresa Israelense de mesmo nome, fundada em 2007 pelo CEO Dov Moran.

Ele pesa impressionantes 40 gramas, tem 7,6mm de espessura e foram investidos 100 milhões de dólares para sua viabilização.

A inovação maior está na funcionalidade: ele pode ser inserido em diferentes dispositivos (“jackets”), como por exemplo GPS, smarths-phones, MP3/4 players e câmeras digitais. É o caminho inverso: ao invés de trazer tudo para dentro do celular, levaram o celular pra dentro de todo resto. Funciona mais ou menos como um SIM card expandido. O dispositivo no qual ele vai ser inserido depende do que você quer fazer. A câmera digital por exemplo é onde você insere o Modu para enviar fotos via wirelles network.

A princípio o aparelho suporta apenas GPRS e não rede WiFi. É esperado que os dispositivos para o “acoplamento” sejam lançados com valores atrativos se comparados com outros gadgets telefônicos tradicionais. O legal é que, por ser uma plataforma, outras empresas podem criar dispositivos compatíveis.

Vai ser lançado em outubro desse ano e já está no livro dos recordes.

Não abro mão do Iphone, mas achei genial. 😉

Anúncios

2 Responses to “Livre, leve e solto”


  1. 1 Sinkos 26 de março de 2008 às 23:21

    Por que concentrar se eu posso integrar vários produtos? Esta é a grande sacada deste produto, ele funcionará como uma conexão, quase um warm-hole! Além de se tornar um dispositivo quase atemporal pois ele é apenas o centro de um sistema que pode crescer e desenvolver-se para integrar qualquer outra tecnologia.

    A grande sacada é a integração que este dispositivo irá trazer, com certeza é uma forma nova de fazer o que todos ja fazem

  2. 2 Rodrigo Guedes 27 de março de 2008 às 19:11

    Concordo plenamente Sinkos. Abrir para que outros possam integrar ao dispositivo é uma grande sacada.
    Só resta esperarmos para ver se é uma tendência ou se é mais um fogo de palha tecnológico. Eu voto na primeira opção.

    falow!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: