Mais um pedaço da maçã

Não dá pra falar de novas idéias sem falar da Apple. Quinhentos blogs já devem ter postado sobre isso (deveria haver uma espécie de iniciação para blogs com essa temática) mas, bolas, sempre vale a pena morder mais um pedaço dessa maçã.

Hoje eu estava prestes a postar este texto sobre a apple e (grata surpresa) ao acessar o blog da amiga, designer e aficcionada por gatos, Leila Lampe, descobri que pensamos no assunto sincronicamente. O post dela de hoje completa esse. Aliás, recomendo o blog gato preto, é excelente.

Enquanto a Microsoft termina a semana mostrando novas tecnologias de publicidade digital , a Apple entrou (novamente) em minha vida nesse ano, com a aquisição de uma linda maçã branca, a MAChine perfeita no momento certo, um Macbook, o que é o motivo verdadeiro dessa postagem.


Aliás, vi hoje no blog Oficina das Cores Macbooks com desenhos à laser, como esse aí do lado. Eu teria posto a maçã em um galho. Quanto deve custar pra fazer isso?

Sobre a Macintosh, esse nome é justamente um tipo de maçã, apreciada por Jef Raskin, o cara que começou o projeto do Mac lá no final da década de 1970.

Fuçando no Blog.Macmagazine, vi um post da Luciana Schmoeler com um link para todos os anúncios da Apple veículados entre 1977 e 2002. Vale a pena, basta entrar no macmothership.

A criatividade, sempre pertinente, acompanha a publicidade da Apple desde os primórdios, e a importância dada à apresentação da marca faz toda diferença. Ousadia sempre com muita inteligência e exalando inovação, articuladas pela mão experiente (e estriônica) de Steves Jobs. É aquela coisa, se o produto é bom basta contar a verdade da melhor forma que o sucesso é garantido. E isso Jobs faz primorosamente. Além de ser um excelente vendedor e showman, é um visionário. Desde que retornou à Apple, em 1997 (depois de 12 anos de ausência) cada novo lançamento da Apple leva um pouco de suas “neosinapses”. * Exemplo: o desenho/projeto do primeiro iMac (1998), aquele computador colorido, semi-transparente e pioneiro em utilizar apenas duas peças (monitor + teclado), ao ser levado para os engenheiros especialistas, foi dito impraticável, por um calhamaço de razões. Jobs não quis saber, disse que mesmo assim seria feito. Foi o maior sucesso da Apple em décadas, colocando-a novamente no mercado de computadores pessoais.

É justamente essa postura de não abrir mão das boas idéias, colocando sempre a forma em função do conteúdo, que faz o diferencial. Enquanto as outras saem dando tiro para todos os lados, a Apple tem uma lista pequena de projetos, mas todos com grande potencial. É esse foco que faz com que a empresa realize muito, com pouco. Aliás, o lema do “Make it Simple” está presente em todos os seus produtos. Para levar o cliente adotar a marca não basta apenas uma linda roupagem – esse é apenas o atrativo. É preciso ter muito conteúdo. A evolução da Apple mostra os conceitos de qualidade, design, exclusividade, inovação e criatividade continuam agregando valor à marca impecavelmente.

E falando em forma, a última relacionada à Apple é surreal: a policia dinamarquesa foi fazer uma batida na casa de um suspeito de roubo de cartões de crédito e ao abordarem o cara, interrogaram sobre onde estava o “computador de verdade”, pois ao verem o iMac (G1) disseram que não queriam saber “só de uma tela”. O diálogo é ilário. Confira aqui .

* Fonte adicional: Revista Época Negócios – Nº 1 (excelente).

Anúncios

6 Responses to “Mais um pedaço da maçã”


  1. 1 Sinkos 8 de fevereiro de 2008 às 19:46

    Pc é para os fracos! O mais interessante é que a Apple sempre consegue se renovar e inovar. Gerar tendências com certeza é um dos frutos desta macieira.

  2. 2 Andrea 9 de fevereiro de 2008 às 0:37

    Cara, você tá completamente fissurado em Mac!
    Eu diria que beira a obsessão.
    Parece até que tá tendo um caso, um romance daqueles tórridos…
    Será que você foi abduzido por sres de outro planeta? Será que eles são maçãnóides?
    Sei lá…

  3. 3 Andrea 9 de fevereiro de 2008 às 0:38

    Guedolinoooo,

    UHUUUUUUUU!

  4. 4 leila 9 de fevereiro de 2008 às 1:44

    Querido,
    Este blog está um arraso! Adorei teu post sobre a Apple. O bom de ter um blog é que, além das novas amizades e descobertas, as informações vão se somando. É interessante como o olhar da gente mira pelos mesmos assuntos sob óticas diferentes.
    Valeu pelo carinho indicando meu blog, fiquei super-feliz! 🙂
    Ah, virou macmaníano total, aliás já era, só faltava a máquina, né? Beijos

  5. 5 Aleph Ozuas 9 de fevereiro de 2008 às 1:47

    Meu caro amigo, teu blog está ficando uma maravilha. Sabes que eu sempre gostei de Mac também, apesar de trabalhar na plataforma PC por necessidade, já que no web design é necessário trabalhar na plataforma mais utilizada pelos clientes. Felizmente, com o advento de ótimos browsers como o Firefox, isso já não é mais necessário, já que a ótima raposa também roda na maçã. E falando no Mac, essa nova máquina da Leila me deixou hipnotizado e não tenho dúvida de que minha próxima aquisição também será um Mac. Faz algum tempo que eu quero abandonar o Ruindows e estava pensando em migrar para o Linux, mas o design desse iMac é uma maravilha e o melhor é que o sistema dele também é baseado em UNIX, o Darwin, você sabia? Mas é isso, abraço e espero você lá no meu blog.

  6. 6 Juliane 11 de fevereiro de 2008 às 17:26

    Fico imaginando como seria o post se o seu Iphone tivesse chegado….
    rss.
    Cheio de corações e I love you hauihaiuhaiua


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: